Ysabella sonha

"- As almas das poetisas são todas feitas de luz, como as dos astros: não ofuscam, iluminam...."

Textos

Terso - El poeta triste by TERSO mc
 
Sempre que finda o prazo da eternidade do amor
é a poesia que sofre as consequências.  E um hori-
zonte partido faz-se personagem do amor que o des-
cuido ou o descaso arrendou.
E vai saindo um poema ensanguentado, ferido ator-
doado pelo abalo sísmico de um terremoto interno
que aproveita esses instantes doloridos e engole no
vazio os beijos que não mais serão dados.
E desse jeito o poeta vai soltando as amarras e es-
crevendo seus versos. E entre lágrimas sai a poe-
sia.  Mas não é mais uma poesia de amor e sim
poesia que vasculha a alma e quer chorar.
E o poeta triste, taciturno e desinspirado olha para
dentro de si, buscando criar 20 portas para o amor
entrar no poema.
E assim vara a noite, lutando com a falta de inspi-
ração impedindo que o amor fique fora da página.
E amanhece.  Lâmpadas apagam-se na noite triste
do poeta.
Num esforço último ele consegue terminar o pará-
grafo dizendo que o amor terminado era incomum.
Como ele e ela eram também.


          Pobre poerta..bom que não sou protagonista nem
tenho a ver com esse sofrimento.  Pura inspiração triste

 
ysabella
Enviado por ysabella em 24/04/2021
Alterado em 24/04/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras