Ysabella sonha

"- As almas das poetisas são todas feitas de luz, como as dos astros: não ofuscam, iluminam...."

Meu Diário
20/05/2020 09h32
Desabafei pronto

            

Quanto cabe falar de amor em 140 caracteres?

Com quantas desconexões somos capazes de nos conectar? O que é o amor em tempos modernos? Ainda mais quando resolve assumir tantas formas: desejo, impulso, tesão, carinho, afeto...

Estaríamos vivendo uma sociedade de consumo também nas relações? A modernidade carrega consigo o fetiche da liberdade preso ao medo das imperfeições reais de qualquer relação. afff confusão total


Publicado por ysabella em 20/05/2020 às 09h32
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
05/11/2010 13h52
um desabafozinho....apenas
....e vou logo avisando que se não tens paciência
pra essas coisinhas....não continue aqui.

mas, logo logo passa

então ouça Lua magrinha, vazia de tudo, até de amor.
Pois é.... vim com meu velho carrinho pra beiradinha
do mar. Sei lá, diante dessa imensidão, desse vazio,
o silêncio traz respostas que no burburinho do dia  a
dia não se consegue encontrar.  Não sei se vc tão
fininha de encantos, perdão, és bela também, vais po-
der me responder, e quiça ajudar a entender aquilo
tudo do "quase nada eu" quase chegar a ser o
"quase tudo pra vc" e terminar no "pensei ser.

Então Lua magrinha, fica entre eu e você e mais algu-
mas pessoas que se identificam com esse dilema,
nossa conversinha.
Ma por favor, te peço pra não assustar minha madrinha
Lua cheia, se por acaso a encontrar por ai e ela per -
guntar: "Por onde andam os dois?" 
Disfarce, desconverse, sei lá....vocês são tão unidas...
Pensando bem, vou dar ré no carro e ir embora.



.


Ficar por aqui esperando por ela, nem pensar.
Não sei se teria coragem de dizer: "os dois não vão
mais esperarem juntos tua chegada.
Por favor, se você estiver lendo e me entender. conte
pra ela.  Não tenho coragem pra isso.

Publicado por ysabella em 05/11/2010 às 13h52
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
23/08/2009 12h16
DIA DA ALMA REFLETIR
Hoje seguramente não vou escrever nada.
Só me ocorrem pensamentos tristes, reflexos
da minha essência.  Isso pouco interessa pra
quem vem me ler.  Afinal......
Mas meus dedos insistem em escrever o que
vai na minha alma... E cá estão as pontas dos
dedos nervosos insistindo em me contrariar.

Mas hoje fico no êxtase dos meus pensamentos.
Rewcolhida nesse domingo lindo de sol, mas tão
frio quanto o meu coração.

Publicado por ysabella em 23/08/2009 às 12h16
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
30/03/2009 12h52
Bom dia ysabella
  

Segunda-feira é dia de sorte!

Amo esse dia. Sempre me trás algo bom.

Por isso encho a casa de flores e aromas

 


Como hoje estou de folga tudo que não quero é pensar.
Hoje só quero sentir.
Abraçar o mundo inteiro com força, me encher de
chocolates, sentir a vida tremer lá fora e, encolhidinha
no meu canto só observar.
Mais tarde...ah!...mais tarde, nuns bons goles de vinho
perder-me nos olhos de alguém.
 


Publicado por ysabella em 30/03/2009 às 12h52
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
28/03/2009 18h30
Escrita para mim

Esta carta escrevi para mim. Afinal só eu sei o que preciso ouvir.
Como teho fragmentada em mim outros "eus" um deles me fez
escrever essa carta.
 
Cara ysabella,
como faço parte de você, obviamente  entendo bem tuas preocupações, teus suspiros, tuas mudanças de
humor e, sei e conheço teus ataques de ciúmes tb. Procura maneirar.  Ele te ama, não precisa se preocupar.

E, enquanto você escreve vou te observando. Cada piscar de olho,
cada parada no teclado  como se quizesse ocultar de si própria
qualquer detalhe que eu conheço bem..
Tens andado numa correria louca, bem sei, mas tambem quer que tudo aconteça conforme teu desejo e, isso é impossivel.

Também sei  que não guardas mágoa de nada e de ninguém.
Só que isso as vezes contribui para que tenhas as famosas
"recaidas" não por seres ingenua, mas sim porque acaba sempre
acreditando no outro e de novo e de novo, e põe de novo nisso.

Ah, enquanto te observo quero te alertar para a necessidade que precisas de descansar.  Que tal umas fériaszinhas  em Puerto Valarta ou outra cidade que tanto gostas?

Sei que teu mau humor as vezes é contagiante, mas tua dispo   -
sição esfusiante e alegria constante acabam sempre te deixando
em paz.
Por isso tudo ysabella, te amo acima de tudo.  A mim não interessa muito teus erros e acertos
 O que me orgulho em ti é tua von -
tade de estar sempre aprendendo.
ass: um pedacinho de você


Publicado por ysabella em 28/03/2009 às 18h30
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Página 1 de 3 1 2 3 [próxima»]

Tela de Claude Monet
Site do Escritor criado por Recanto das Letras